X
Subscription
Thank You
Thank you for your subscription
* Required fields
13
Fevereiro
2017
Portugal Ventures reforça em biotecnologia com primeiro investimento na BSIM2
A BSIM2 passa a integrar a carteira de investimentos da Portugal Ventures na área da saúde e biotecnologia com um primeiro investimento na empresa de 150 mil euros, o qual poderá ascender a um total de 550 mil euros mediante cumprimento dos objetivos estabelecidos.
 
A BSIM2 foi fundada em 2011 por Carlos Simões e Rui Brito, dois investigadores de Coimbra, é uma startup biotecnológica dedicada à descoberta e desenvolvimento de medicamentos para o combate a doenças amilóides neurodegenerativas.
 
O investimento da Portugal Ventures permitirá à BSIM² desenvolver uma nova família de produtos contra a Paramiloidose, mais conhecida como a doença dos pezinhos. Esta é uma patalogia rara com especial incidência em Portugal, Suécia, Japão, Brasil e Estados Unidos. Os produtos em desenvolvimento não só apresentam potencial para se revelarem mais eficazes do que o único medicamento presente no mercado, como seram ainda otimizados e forumulados para outras manifestações clínicas da doença que hoje não são tratadas. O elevado impacto socioeconómico da PAF e o propósito de proporcionar maior longevidade e qualidade de vida aos doentes exigem o desenvolvimento de alternativas terapêuticas menos invasivas que o transplante de fígado.  
 
Segundo Rui Brito, co-fundador e CEO da empresa, o investimento da Portugal Ventures é determinante para a fase atual de desenvolvimento de produto, em especial “na optimização fina e desenvolvimento pré-clínico das moléculas. Esperamos nos próximos cinco anos ter soluções terapêuticas realmente eficazes para o tratamento da PAF e das suas diversas manifestações clínicas.”
 
Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures, refere que “este investimento vem reforçar o forte compromisso que a Portugal Ventures tem no desenvolvimento dos setores da saúde e da biotecnologia, assumindo um papel de destaque no apoio à inovação científica desenvolvida por investigadores de excelência e altamente qualificados, como é o caso da equipa da BSIM²“.
 
A Portugal Ventures atua fortemente na área da saúde e da biotecnologia, nomeadamente dos investimentos em empresas como a Luzitin (terapia fotodinâmica eficaz contra tumores primários e metástases), a Genepredit (desenvolvimento de plataformas genômicas para a investigação de fenótipos de genes com foco especial na obesidade), TreatU (desenvolvimento de plataformas de base nanotecnológica para o tratamento de doenças de foro oncológico), a Immunethep (desenvolvimento de tratamentos para patologias do Sistema Imunológico) e a Lymphact (desenvolvimento de terapias inovadoras com aplicações clínicas para cancro e doenças crónicas de origem viral).
 
Sobre os fundadores
 
Carlos Simões é licenciado em Ciências Farmacêuticas e doutorado em Química Biológica pela Universidade de Coimbra, em 2005 e 2012. Em 2006, participou no Programa Doutoral em Biologia Computacional do Instituto Gulbenkian de Ciência e, entre 2007 e 2010, foi investigador na School of Molecular and Cellular Biology da Universidade de Leeds, Inglaterra.
 
Rui Brito licenciou-se em Bioquímica na Universidade de Coimbra, doutorou-se em Bioquímica na Rice University, em Houston, EUA, e fez estudos de pós-doutoramento na Universidade de Oxford, Inglaterra. Desde então, tem sido docente na Universidade de Coimbra e foi cientista visitante das Universidades de Cincinnati e Johns Hopkins, nos EUA, e do Leibniz-Institut für Molekulare Pharmakologie, em Berlim.
Share