Ceo Challenge

Djalmo Gomes, CEO Live Electric Tours

Foto Djalmo.jpg

(English version scroll please)

 O futuro do turismo tem que ser sustentável.

Numa altura em que o Turismo em Portugal alcança números nunca vistos, está na altura de parar e pensar na sustentabilidade ambiental.

Hotéis, hostel’s, alojamentos locais, cafés, bares, restaurantes, barcos, cruzeiros, autocarros, táxis, Uber, Cabify, scooters e outros fazem parte de um sem número de novas soluções para turistas que crescem sem controlo nas cidades e consequentemente vemos o lixo a aumentar, o transito a ficar mais difícil, e os níveis de CO2 a dispararem.

Como melhorar a qualidade ambiental atualmente? Deverá existir regulamentação para esta nova tendência crescente? 

A economia precisa e deve crescer. Mas não pode ser a qualquer custo, porque o futuro que nos pertence, aos nossos filhos e netos, deveria ser isento de problemas que podemos prevenir hoje.

Na minha opinião, o qual sou 100% a favor de que o Turismo seja parte de uma nova economia sustentável, as novas soluções têm que se reger por bons princípios como o éproteger o ambiente e a qualidade de vida nas cidades.

Foi por acreditar que podemos fazer a diferença, que juntamente com os meus cofundadores criámos a Live Electric Tours. Uma solução de self-drive para turistas, com viaturas 100% elétricas. Operamos com viaturas que não emitem qualquer grama de CO2, minimizamos ao máximo o uso de papel nos nossos processos administrativos e todos os nossos colaboradores tem uma consciência ecológica elevada. 

O futuro tem de seguir este caminho e esta mentalidade. Não podemos criar negócios, só a pensar na rentabilidade. Muitos questionaram se a Live Electric Tours operasse com veículos com motor a combustão se o negócio era mais rentável? A resposta é sim, obviamente seria mais fácil e mais rentável, mas o dinheiro não pode ser o único propósito ao criarmos uma Startup. 

Aproveito para dizer o que já conquistamos desde Agosto de 2017 e que para nós é um marco, apesar de pequeno em volume, mas que consideramos histórico e importante. 

Após o lançamento do nosso projeto já conseguimos poupar 2 toneladas de CO2 ao darmos oportunidade a cerca de 2000 visitantes da cidade de Lisboa de experimentarem pela primeira vez a condução de um veiculo 100% elétrico. 

Acreditamos que este é um bom princípio para mudar a mentalidade e algum ceticismo que ainda perdura sobre esta ainda nova solução de mobilidade, a mobilidade elétrica.

A Live Electric Tours começou com apenas 5 viaturas e uma equipa de 3 pessoas mas com  um sonho. Criar uma solução de mobilidade sustentável para Turistas que fosse diferente de tudo o que existisse no mundo. Desenhámos uma alternativa em que o turista pudesse ser livre, que conhecesse o maior número de pontos de interesse no menor tempo possível, e que fosse confortável e seguro. Depois juntamos alguma tecnologia e desta forma, todos os nossos carros estão equipados com Internet grátis, um GPS com um guia pessoal e ainda uma novidade mundial: uma camera live que permite partilhar toda a experiência em direto com amigos e familiares através das redes sociais. 

Depois de um ano de operação, estamos satisfeitos com o que alcançámos e estamos prontos para crescermos ainda mais. Foi com este objetivo e com a nossa visão do futuro que abordámos a Portugal Ventures e desde o primeiro dia, conquistámos um forte parceiro. Parceiro este que nos permitiu através do seu investimento, aumentar a nossa frota, abrir uma loja em Lisboa e melhorar a nossa capacidade operacional e somos agora uma startup mais sólida, com melhores processos e com capacidade de inovação.

O forte incentivo que recebemos bem como também o apoio do Turismo de Portugal, permite-nos levar a nossa solução para o Porto e Évora já em 2019. 

Mas nada disto acontece só porque sim, pois ser empreendedor tem os seus desafios. Mesmo que uma empresa cresça, existem sempre momentos em que temos dúvidas se estamos a tomar as melhores decisões. É nesta altura que o aconselhamento de especialistas, de Turismo, mas não só, contam muito e fazem a diferença. 

Neste ponto decido apelar a todos os dirigentes na área do Turismo para que influenciem a criação de novas empresas orientadas para um futuro ecologicamente mais sustentável. 

Identifiquem quais são os modelos de negócio que melhoram a nossa qualidade de vida e quais os ganhos reais para as nossas cidades, pois são estes os negócios do futuro que necessitam de apoio.

Termino, com aquele que considero o maior desafio para qualquer empresa nos dias de hoje, mas ainda de forma acentuada quando se é uma startup, os nossos recursos humanos.

Somos uma empresa no Turismo, uma empresa de pessoas para pessoas e sentimos no dia-a-dia como é difícil recrutar mão de obra qualificada, com motivação e empenho para essa nobre e digna função que é servir outras pessoas. Como motivar e melhorar as condições de trabalho de quem nos ajuda a crescer mais e melhor é algo que todos nós como gestores devemos refletir e ponderar.

Todos estes desafios oferecem-nos grandes oportunidades. Oferecem-nos um futuro mais disponível para criarmos e sermos disruptivos. Criam em nós uma motivação extra para de forma mais empenhada fazermos melhor e encontrarmos novas forma de ser ainda mais atrativos. 

Se Portugal está na moda, então este é o nosso momento.

The future of tourism must be sustainable

At a time when Tourism is booming in Portugal, it's time to stop and think about a sustainable environment. 

Hotels, hostels, local lodging, cafés, bars, restaurants, boats, cruise ships, buses, taxis, Uber, Cabify, scooters and other services are part of a plethora of solutions on offer for the tourists who keep flooding in to cities and, as a result, waste is increasing, traffic is even more congested and CO2levels are skyrocketing.

How can we improve today's environmental quality? Should we have regulations to oversee this new growing trend? 

The economy needs to and must grow. But at what cost? The future belongs to us, our children and grandchildren and we must ensure that it isn’t marred by problems that we can prevent today.

In my opinion, and I am 100% for Tourism being part of a new sustainable economy, new solutions must be governed by sound principles such as protecting the environment and quality of life in cities.

It is because I believe that we can make a different that my co-founders and I created Live Electric Tours, a self-drive solution for tourists using 100% electric vehicles. We operate vehicles that have zero gas emissions, we limit our paper usage to administrative processes and all our employees have high environmental awareness. 

The future must follow this path and mindset. We cannot create businesses with only the bottom line in mind. A lot of people ask if Live Electric Tours wouldn’t be profitable if it used fuel-powered vehicles. Of course it would. It would be easier and more profitable, but money isn’t the only reason we built a Startup. 

Since August 2017, we have already achieved a lot and it’s a milestone for us. Despite the low volume, we consider it historical and important. 

After launching our project, we have already prevented the emission of 2 tonnes of CO2by giving nearly 2,000 visitors in the city of Lisbon the chance to drive a 100% electric vehicle for the first time. 

We believe this is a good start to changing mindsets and dispelling some reservations people still have about this new mobility solution, electric mobility.

Live Electric Tours started out with only 5 vehicles, a team of 3 people and a dream: to design a sustainable mobility solution for tourists like no other in the world. We came up with an alternative where tourists are free to discover as many sights in as little time as possible, which is comfortable and safe. Then we added some technology and now all our cars have free Wi-Fi, GPS, which acts as a personal guide, and a groundbreaking novelty: a live camera that people can use to stream their entire experience in real time with friends and family on social media. 

After a year in business, we are happy with what we have achieved and are ready to grow even more. It was with this in mind and with our vision of the future that we approached Portugal Ventures and, from day one, we gained a strong partner. A partner that, with its investment, has helped increase our fleet, open a store in Lisbon and improve our operational capacity. Today we are a stronger startup, have improved processes and the capacity to innovate. 

The substantial incentive we received, as well as the support from Turismo de Portugal, have ensured that we will be able to roll out our solution in Porto and Évora in 2019. 

But things don’t just happen. Entrepreneurs face their fair share of challenges. Even if a company grows, there are always times when we question whether or not we’re making the best decisions. This is when having expert advice, in Tourism and other areas, helps tremendously and makes all the difference. 

In this regard, I appeal to all leaders in Tourism to foster the creation of new businesses focused on a more environmentally sustainable future. 

Identify what business models best contribute to improving our quality of life and the real benefits for our cities, as these are the business of the future that we should be supporting. 

Let me end by sharing what I believe is the greatest challenge for any company today, which is especially true for a startup, our human resources.

We operate in the Tourism industry, a company of people for people, and we feel the pressure every day of how difficult it is to hire qualified labour, motivated and dedicated to such a noble and dignified profession as being in the service of others. How to motive and improve the working conditions of those who help us become bigger and better is something all managers should think about and consider.

With all these challenges comes great opportunities. They offer us a future that is open to us being innovative and disruptive. It drives us even more to commit to doing better and finding new ways to boost our appeal. 

If Portugal is trending, then this is our time!