PortugalVentures5thInternationalInvestorsForumFlymedia_11Maio2018_93.JPG

Pedro Mello Breyner (Executive Board Member), Rita Marques (CEO), Rui Ferreira (Executive Vice President)

(English version)

 

Nascido para se tornar global, é o mote da newsletter deste mês.

Faz hoje um mês que “nasceu” o novo Conselho de Administração da Portugal Ventures. Nascemos com a ambição de tornar a Portugal Ventures mais global, mais aberta ao mundo e mais próxima do ecossistema empreendedor.

Estas primeiras semanas do nosso mandato foram, pois, dedicadas a uma intensa ronda de contatos com todos os colaboradores que integram a equipa da Portugal Ventures, com os nossos acionistas, com os participantes dos Fundos que gerimos, com as empresas que integram a nossa carteira de participadas e com outros atores do ecossistema nacional e internacional empreendedor, devendo continuar este processo durante os próximos meses de atividade. É nossa efetiva intenção falar com todos os nossos stakeholders e parceiros no sentido de auscultar as suas expetativas e sugestões para o futuro da Portugal Ventures.

Estamos cientes que temos um enorme desafio pela frente, e estamos muito empenhados em abraçá-lo com a ambição e a determinação que o mesmo exige, sempre com o objetivo de reforçar o papel da Portugal Ventures no mercado global do capital de risco. Temos o apoio de uma equipa de colaboradores sólida e competente, que nos estimula e que reforça a nossa confiança no exito do relançamento da Portugal Ventures.

Estamos empenhados em estabelecer uma relação de proximidade com todo o ecossistema, no sentido de encontrarmos uma visão comum e traçarmos uma estratégia que posicione a Portugal Ventures como um instrumento de apoio à economia nacional, focada em projetos com potencial de crescimento à escala global.

Passadas estas quatros semanas, com os resultados preliminares dos contactos que estabelecemos, julgamos ser o tempo certo para partilhar com os leitores da nossa newsletter os três objetivos que que enquadrarão as atividades da Portugal Ventures no triénio do nosso mandato:

1)      Contribuir para a agilização de uma política de investimentos de capital risco público em Portugal, sustentada nos fundos sob gestão atual e novos fundos a constituir pela Portugal Ventures, de forma muito alinhada e construtiva com os interesses dos atuais e futuros participantes, apostando na simplificação e transparência do processo de decisão e na dinamização da rede de parceiros para potenciar deal-flow;

2)      Criar valor na politica de acompanhamento de investimentos, por via da dinamização do negócio em conjunto com os promotores, e outros parceiros nacionais e internacionais, garantindo uma gestão objetiva de milestones de negócio e consequente gestão de rondas adicionais de financiamento e procura pró-ativa e continua de soluções de desinvestimento interessantes;

3)      Criar condições interessantes de desinvestimento nas empresas do portfolio onde a Portugal Ventures tem um envolvimento material relevante, por forma a gerar rentabilidade atrativa para os fundos atualmente sob gestão e criar condições para uma liquidação dos fundos em final de vida adequadas para os seus diversos participantes, em função das suas especificidades e natureza.

Contamos com o apoio de todos para fazer nascer mais negócios globais.

Born to be global is the theme of this month’s newsletter.

It was a month ago that Portugal Ventures’ new Board was “born”. We came into the firm committed to making Portugal Ventures more global, more open to the world and to bring it closer to the entrepreneurial ecosystem.

These first weeks of our mandate were, thus, dedicated to an intense round of talks with all the people who are a part of the Portugal Ventures team, with our shareholders, with the stakeholders of the Funds we manage, our portfolio companies and other players in the national and international entrepreneurial ecosystem; a process that will continue during the coming months. Our aim is to talk with all our stakeholders and partners so that they can share their expectations and suggestions for the future of Portugal Ventures.

We are aware that it won’t be easy and we are committed to embracing the challenges that lie ahead, driven and determined to bolstering Portugal Ventures’ role in the global venture capital market. We are backed by a reliable and experienced team who encourage us and boost our confidence in the successful relaunching of Portugal Ventures.

We are committed to establishing a closer relationship with the entire ecosystem so that we can find a shared vision and define a strategy that positions Portugal Ventures as an instrument that supports the Portuguese economy, focused on projects with the potential to go global.

After these first four weeks, and given the preliminary results of the contacts we’ve established, we believe the time has come to share the three goals we have set for Portugal Ventures with the readers of our newsletter:

1)      Contribute to streamlining the public venture capital investment policy in Portugal, underpinned by funds currently under management and new funds to be created by Portugal Ventures, constructively aligned with the interests of current and future stakeholders, with an agile and transparent decision-making process and a dynamic partner network to boost deal flow;

2)      Create value in the investment monitoring policy by making the business more dynamic, together with the founders and other national and international partners, ensuring business milestones are managed objectively and the subsequent management of additional rounds of investment and a proactive and continuous search for attractive divestment solutions;

3)      Make attractive offers for the divestment of portfolio companies in which Portugal Ventures holds a significant financial stake in order to generate appealing returns for the funds currently under management, and to provide the right conditions for the various stakeholders of funds that are expiring based on their specificities and nature.

We are counting on all of you to help create more global businesses.