Portugal Ventures fecha 1.º Semestre com investimento em 14 novas startups, que representam um total de 9 milhões de euros investidos

  • 8 novas startups e 5 milhões de euros de investimento que resultam da iniciativa Call MVP.
  • 2 startups na área de Digital; 4 na área de Engineering & Manufacturing; 2 na área de Life Sciences.
  • 3 investimentos com co-investimento nacional e internacional.

Lisboa, 10 de julho 2019 – A Portugal Ventures apresenta as 8 novas startups do seu portefólio: Azitek, Beamian,CellmAbs, Chemitek, Fyde, Lovys, Noocitye TargTexque representam um total de mais de 5 milhões de euros de investimento realizado em parceria com a nossa rede de Ignition Capital Networke internacionais, que complementaram as operações com 2,8milhões euros em co-investimento. A estes novos investimentos junta-se igualmente as startups da área do Turismo resultantes da Call Tourismanunciadas em 6 de junho – Oliófora,XLR8, Homeite TripWix, e ainda a Advertioanunciada no dia 5 de fevereiro e Agrimarketplacea 2 de abril, ambas provenientes das edições de 2018 da Call MVP.

Terminamos assim o primeiro semestre com 14 investimentos realizados num total de 9 milhões de euros contratado.

Com estes investimentos, a Portugal Ventures integra no seu portefólio um conjunto de empresas que aportam sinergias relevantes na troca de conhecimento e experiência, bem como oportunidades comerciais com as empresas que já têm em carteira.

Estes investimentos resultam da Call MVPlançada em julho de 2018 que contou com duas edições, e que atualmente tem um processo de candidaturas a decorrer de forma contínua, sendo possível ao empreendedor apresentar o seu projeto a qualquer momento. A Call MVPteve como objetivo responder a uma falha de mercado no acesso a investimento de capital de risco por parte de projetos de novas ideias, tecnologias, produtos ou serviços que prevejam a criação de um Mínimo Produto Viável e sua comercialização no mercado global e até ao momento foram recepcionadas 171 candidaturas.

Para Rita Marques, CEO “Estes novos investimentos representam a importância da Portugal Ventures na dinamização do mercado em conjunto com outros parceiros de co-investimento. Apresentaram-se à call um conjunto de projetos das várias áreas onde a Portugal Ventures atua – Life Sciences, Digital, Engineering & Manufacturing – com um enorme potencial e com equipas com um know-how especializado que nos permite encarar o futuro com muita confiança. Terminar o semestre com este volume de investimento, é também a prova do esforço de toda a equipa da Portugal Ventures e o culminar do trabalho que, juntos temos vindo a desenvolver desde Maio de 2018. Às novas startups do nosso portefólio, bem-vindas à comunidade da Portugal Ventures!”

Breve descrição das 8 novas startups:

A Azitek desenvolveu uma solução de geolocalização indoor e outdoor de baixo custo, destinada ao ramo automóvel, aeroportos e portos marítimos. Com base em tecnologia proprietária de RFID pretende digitalizar e localizar ativos de alto valor em grandes complexos, e através de uma plataforma analisar dados e gerar alertas automáticos, otimizando a gestão dos recursos. Atualmente estão presentes no mercado de concessionários e centros de distribuição de viaturas, representando um potencial de 100 mil clientes no continente Europeu e Americano. O investimento da Portugal Ventures vai permitir à equipa liderada por José Valente e Rui Gomes, reforçar o departamento de R&D e apoiar a expansão para novos verticais, tais como portos marítimos e aeroportos.

A beamian oferece uma solução all-in-onede gestão de eventos composta por dois grandes componentes: uma plataforma cloud (que permite aos organizadores a criação e gestão de todas as tarefas inerentes a um evento) e identificadores físicos: os smartbadges(badges inteligentes que identificam os visitantes) e os beamers (equipamentos IoT que identificam locais, marcas e expositores) que são utilizados durante a realização do evento e que permitem o registo de todas as interações entre os participantes, marcas e expositores. O potencial do mercado SEM (Event Management Software) tem um valor potencial estimado de 7 milhões de Euros e cresce mais de 11% ao ano, será através do investimento da Portugal Ventures que Sérgio Pinto, Sérgio Alves e a equipa beamian pretendem acelerar o processo de internacionalização e de expansão no mercado Europeu.

A CellmAbs, uma spinoff da Universidade NOVA de Lisboa, apresenta uma tecnologia inovadora na área da imuno-oncologia, desenvolvendo uma nova classe de imunoterapias para o tratamento de tumores sólidos, nomeadamente na abordagem ao Cancro do Pâncreas, Colorectal, Bexiga, Gástrico, Mama, entre outros. Nuno Prego Ramos, Paula Videira e sua equipa, têm uma tecnologia que representa um dos maiores avanços recentes no campo da oncologia e da glicobiologia a nível mundial e, com o investimento da Portugal Ventures, iniciam 2 programas de desenvolvimento de terapêuticas inovadoras e personalizadas, estando prevista a entrada em ensaios pré-clinicos nos próximos 18 meses.

A ChemiTek apresenta soluções inovadoras para a manutenção e proteção de vários materiais, nomeadamente para painéis solares e vidros mantendo-os limpos durante mais tempo. Atualmente são instalados no mundo 70 mil painéis solares por hora, e este será o alvo principal da empresa liderada por César Martins, onde com esta tecnologia reduz a sujidade acumulada nos vidros e dessa forma aumenta a energia produzida pelos painéis solares. O mercado dos vidros será também outro foco, onde custos com os serviços de limpeza são elevados e com o produto da ChemiTek é possível poupar no custo e nas habituais infraestruturas necessárias. O investimento da Portugal Ventures em co-investimento com a SBS Startup Braga, BrainCapital e Nelp Five, irá dotar a ChemiTek de meios e recursos humanos para a internacionalização.

Criada em 2017, a Fyde é uma empresa de cibersegurança com sede em Palo Alto, Califórnia, que tem como missão a proteção do acesso remoto de sistemas de informação empresariais segundo o modelo de Zero Trust Security, de modo a eliminar os riscos de segurança associados ao tradicional acesso via VPN. Liderada por Sinan Eren, é em Portugal, no Porto, que tem a sua base de desenvolvimento do seu produto, onde conta com cerca de 20 trabalhadores.  O investimento da Portugal Ventures em co-investimento com a Bright Pixel, Wells Fargo, DNX Ventures e Vertex Ventures, irá permitir o reforço das capacidades de engenharia, produto e vendas em Portugal e assim contribuir decisivamente para o crescimento sustentável da empresa.

A Lovyscriada por João Cardoso em 2017, pretende revolucionar o mercado dos seguros. Sediada em Leiria, escolheu França como o seu primeiro mercado, onde detetou uma oportunidade pela falta de confiança dos consumidores nas seguradoras bem como pela fraca digitalização do setor neste país. A Lovys oferece uma solução 100% digital e consegue compilar várias subscrições de seguros numa única mensalidade, facilitando a gestão familiar. O co-investimento com MAIF Avenir, PlugNPlay e a Neftys Pharma pretende impulsionar o crescimento da equipa da Lovys em França e Portugal, bem como aumentar a oferta de produtos e consequentemente o número de subscrições.

A Noocity quer fazer da Agricultura Urbana uma atividade acessível a todos, permitindo através do seu produto que qualquer habitante urbano viva a experiência de cultivar e colher os seus próprios legumes de uma forma prática, eficiente e ecológica. Com produtos concebidos e fabricados em Portugal, a Noocity tem já uma forte presença internacional com mais de 4000 m2 de hortas instaladas em todo o mundo. Em 2018, a Noocity entrou no mercado francês e em menos de um ano quase 50% das hortas vendidas são enviadas para este país. Através do investimento da Portugal Ventures a equipa liderada por José Ruivo irá reforçar a equipa comercial e marketing permitindo aumentar o volume de vendas.

TargTex é uma empresa de desenvolvimento de fármacos, cujo objetivo é desenvolver candidatos clínicos para diferentes indicações oncológicas. O seu produto mais avançado visa desenvolver um tratamento eficaz para Glioblastoma Multiforme (GBM), um tumor cerebral, com uma incidência global de 2-3 a cada 100 mil pessoas, estimando-se cerca de 240 mil pacientes globalmente. Este produto demonstrou obter uma elevada eficácia em ensaios pré-clínicos efetuados em modelos animais de roedores. O investimento da Portugal Ventures vai permitir à equipa liderada por João Seixas, otimizar o produto e iniciar a sua produção em larga escala, realizar ensaios pré-clínicos sendo o grande objetivo obter a autorização para iniciar ensaios clínicos em humanos, junto das entidades reguladoras.