Portugal Ventures faz exit da B-Parts para Groupe PSA, que ambiciona ser líder na oferta de peças de peças reutilizáveis

  • Marco histórico: PSA torna-se o primeiro construtor automóvel a entrar no mercado das peças reutilizáveis, reforçando a sua posição na economia circular; 
  • Portugal Ventures realiza Exit com sucesso com mais-valias. 

Lisboa, 23 de julho de 2020 – A Portugal Ventures anuncia a aquisição da maioria do capital da B-Parts pelo Groupe PSA, multinacional francesa que detém marcas como a Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall, tornando o Groupe PSA no primeiro construtor automóvel a entrar no mercado das peças usadas. 

Com esta operação, a Portugal Ventures cumpre a sua missão enquanto operador de capital de risco que investe a prazo em projetos de base tecnológica, com o objetivo de os preparar para o mercado global, tornando os seus negócios atrativos para líderes de mercado internacionais. 

João Pereira, Investment Director da área de Digital da Portugal Ventures, que acompanhou a empresa desde que esta entrou no portefólio da sociedade, afirma: “A B-Parts, que desde 2014 faz parte do nosso portefólio, construiu um negócio de crescimento acelerado em mercados internacionais, com metas ambiciosas, bem definidas e alcançáveis. Estamos a presenciar um momento histórico com o primeiro caso de um construtor automóvel a adquirir uma empresa cujo core business é o comércio online de peças usadas. Confirma-se a estratégia de investimento da Portugal Ventures, que privilegia a digitalização, a ambição global e a adoção de modelos de negócio inovadores, como o da economia circular. É com muito orgulho que acompanhámos a equipa liderada por Luis Sousa Vieira e Manuel Araújo Monteiro até ao Exit para o Groupe PSA.”. 

Rui Ferreira, Vice-Presidente da Portugal Ventures acrescentou que “O exit da B-Parts enquadra-se num dos três objetivos estratégicos que a atual equipa de gestão da Portugal Ventures definiu para o mandato de 2018-2020, no sentido de criar condições de desinvestimento nas empresas do portefólio, por forma a gerar rentabilidade atrativa para os fundos atualmente sob gestão e criar condições para uma liquidação dos fundos em final de vida adequadas para os seus diversos participantes, em função das suas especificidades e natureza.” 

Para Luís Sousa Vieira e Manuel Araújo Monteiro, Administradores da B-Parts, “Em 2014, a Portugal Ventures e a Indexignition entram no capital da B-Parts com a missão de a tornar uma empresa líder no comércio online de peças automóveis reutilizáveis, iniciando uma maratona de 6 anos evidenciados por um forte crescimento contínuo, nunca inferior a três dígitos ao ano e com uma forte componente de exportação de 70%. A aquisição da maioria do capital pelo Grupo PSA é sem dúvida um marco histórico para a empresa e um reconhecimento do trabalho que toda a nossa equipa desenvolveu. A equipa da B-Parts acompanhou a evolução do sector da reutilização de peças automóveis estabelecendo parcerias com Centros de Abate de 5 Países Europeus, disponibilizando assim o produto de forma organizada e pro-activa em mais de 65 Países, com forte preponderância no mercado Europeu, canal B2B e B2C. Com a entrada da PSA, toda a dinâmica operacional e cultura da empresa será preservada.” 

Christophe Musy, Vice-Presidente Sénior da PSA Aftermarket afirma que “A nossa estratégia consiste em ir ao encontro das expectativas de todos os clientes pós-venda, em todo o mundo, independentemente do seu poder de compra e da marca ou idade do seu veículo. Este investimento permite-nos entrar no coração da cadeia de valor das peças reutilizáveis, que constituem um dos três pilares da oferta da economia circular. Reforça também a nossa ofensiva global no sentido de liderarmos tanto nas peças de reposição standard (‘Reman’), como de reparação (‘Repair’) e de reutilização (‘Reuse’), de forma a podermos satisfazer eficazmente, e em todo o mundo, as necessidades dos clientes que buscam uma oferta de peças económica e responsável. O Groupe PSA está firmemente empenhado na redução da sua pegada de carbono, inclusivamente no que respeita à manutenção de veículos”.